MulherNaoPresta

Seu guia online sobre como tratar as mulheres e valorizar a si mesmo.

Este conteúdo é feito com muita dedicação

leave a comment »

Vocês pediram, e decidi voltar.

Porém, o WordPress limita qualquer plugin, Código ou Gadget de terceiros, a menos que eu desembolse por volta de R$ 200,00 para tal.

Sendo assim, fiz um novo blog:

http://mnpconquistador.blogspot.com.br/

Obrigado!

 

Written by mulhernaopresta

28/09/2012 at 20:24

Publicado em Sem categorias

Porque tem tanta mulher louca?

with 14 comments

Pergunta:
Quero entender pq tem tanta mulher louca, conheço uma que foi casada com um drogado FDP que traia ela todos os dia e ela sabia, brigavam todo dia, fez dois filhos nela, n tá nem ai pros filhos, e mesmo assim ela ainda gosta dele! Como pode isso? Porra

Resposta:
Pode porque o FDP drogado nao se arrastava por sexo, nem dizia que a amava e que estaria sempre lá pra ela. Ele era autentico, não tentava agradar o tempo todo e fazia o que dava vontade.

Ela, entendiada com os demais boçais, viu nesse cara algo diferente, desafiador, perigoso. Portanto, excitante.

E, durante a relação ele continuou não agradando nem dependendo dela como um filho abobado. Ele continuou agradando na hora que convinha e dar umas desprezadas quando não convinha. Pra ela isso era imprevisível, misterioso e ainda mais excitante.

É assim que funciona. Não importa o caráter de um homem, o que importa a elas é o quanto um homem é indomável, imprevisível, incostante. É o quanto ele é capaz de gerar atração, intrigá-la por não ser revisível, chato e boçal.

É o quanto ele é autêntico, dono do próprio nariz, ou independente dos demais.

É por isso que é comum ver uma mulher extremamente atraente com um traficante, um bandido, um cara influente poderoso, um filho da puta, um político de 70 e poucos anos cheia da grana.

Entenda, elas buscam aventura, algo diferente, perigo, algo que saia do comum, que não se pareça nem um pouco com aquele cara chato, vestido de camisa social com listras verticais, com sapato preto e calça azul marinho ou cinza e cabelo penteado pro lado dando um presente ou um ramalhete de flores.

O bandido, o drogado, o filho da puta, o mafioso, é diferente de todos os outros porque simplesmente elas ouvem ofertas de milhares de homens comuns TODO SANTO DIA.

Sempre, a qualquer hora tem um paspalho elogiando, dando presentinho ou bancando o amigo e elas estão fartas disso.

Por isso que pode. Por isso que você vê tanta mulher atraente apanhando e gostando cada vez mais de apanhar. Porque elas acreditam que aquele cara é o melhor que ela pode ter simplesmente por ser completamente diferente do grande resto chato e igual.

Written by mulhernaopresta

29/01/2011 at 18:39

Cabelo é tudo

with 6 comments

Há meses me solicitaram pelo formspring um post sobre cabelos e formatos do rosto.

De fato, cabelo é tudo. Invista no seu. Procure o melhor cabeleireiro de sua cidade, ou o segundo melhor, ou o terceiro melhor e converse, fale com ele.

A maioria das pessoas chega e diz , quero um corte bacana mas sério, nada muito chamativo, algo descontraído e ao mesmo tempo estiloso, mas que não seja muito desleixado”

o cabeleireiro pensa “Ahan, vc e o rest oda cidade” e faz um corte básico, sem arriscar, para atender ao seu desejo multiação.

Faça diferente. Especifique em detalhes primeiro para você mesmo. Busque fotos, busque referências. Depois vá conversar com o cara ( de preferência um gay. Gays tem uma boa noção de estética e são perfeccionistas) leve suas referências, explique ocmo você quer e deixe-o trabalhar, arrisque mais, tente, inove.

Segue o post, retirado do blog www.portaisdamoda.com.br no dia 27 de agosto de 2010, as 18h37

O cabelo é considerado a moldura do rosto, aquilo que dá forma à cabeça da pessoa. É um cartão de visitas. Dessa forma, antes de se escolher um corte, deve-se analisar o tipo do fio e principalmente o formato do rosto. Bem, se o espelho era evitado porque algo incomodava, homens procurem um agora e aprendam com a que a solução pode ser simples e rápida. Basta um corte adequado ao seu tipo de rosto.

Podemos classificar os tipos de rosto em quatro categorias: Triangular, redondo, oval e retangular. Acompanhe abaixo a ilustração e algumas dicas sobre cortes de cabelo masculino para os respectivos rostos.

Formatos de rosto. Foto:Divulgação

Triangular: Possui uma fronte mais estreita e um maxilar grande. Na lateral da cabeça pode-se deixar o cabelo um pouco mais desfiado pois o volume na lateral salienta a testa que já é larga.

Redondo: A característica principal desse tipo de rosto é não possuir ângulos definidos e com tendência a ser mais largo na linha das maçãs-do-rosto e, com “cantos” mais suaves ao longo do maxilar e da fronte. Esse formato necessita ser alongado e o recurso é tirar volume das laterais. Na parte superior desfia-se o cabelo para dar a impressão de um rosto um pouco mais quadrado.

Oval: São caracterizados por serem mais largos na região das maçãs-do-rosto, do que na fronte ou no maxilar. Apresenta-se levemente mais largo na linha das maçãs e, à medida que avança em direção ao queixo, estreita-se. Esse formato permite certos desleixos e um uma variedade maior de penteados em virtude da harmonia existente entre os traços.

Retangular: Possui uma fronte larga e um maxilar amplo. Pede cortes mais irregulares como por exemplo, tirando-se um pouco do comprimento e deixando-o mais desfiado.

Danusa Spricigo Pasqual
Redação

Written by mulhernaopresta

27/08/2010 at 21:40

Publicado em Estilo

A intenção dela é me fazer um baba ovo?

with 7 comments

Pergunta:
Como vou saber se a intenção dela é render pra mim ou me fazer de baba ovo?

Resposta:

É simples. Vou descrever como o processo ocorre. Se você se enxergar em alguma situação, ela está te fazendo de baba ovo. Lá vai:

Ela faz com que pareça estar afim, sorri, faz piadas, leva tudo na boa.

No dia seguinte ou da proxima vez q se encontram, ela nem olha pra sua cara.

No outro dia ela é neutra, você tenta sorrir e ela não sorri. Ela fica séria, distante.

Você se sente constrangido e confuso. Sente que estava incomodando e resolve desencanar.

No quarto dia ela não sorri tanto mas se mostra mais amistosa, trocando olhares com você. Você se empolga. Acha que está afim sim e que interpretou mal a seriedade dela.

No dia seguinte ela responde seu “oi” com um sorriso modesto mas fica zanzando de um lado para o outro falando com um monte de gente, como se estivesse ocupada e quisesse evitar uma conversa.

Dias depois, na dúvida, e com 70% de certeza que ela está afim mas não quer assumir, você arrisca e a chama pra sair. Ela diz que vai pensar e nunca responde.

Passam-se alguns dias. Achando que ela se esqueceu e que foi um tanto rude da parte dela não ter respondido, você tenta de novo de outro jeito.

Ela sorri olhando pro nada e sai, sem te dar respostas.

Você fica ainda mais confuso e pensa “Tenho que resolver isso de uma vez por todas, acho que ela não entendeu ou não estou sendo claro”.

Você manda mensagens dizendo “preciso falar com você”. Ela enrola o quanto pode.

Injuriado, você se enfeza e a intima chegando junto. Ela para pra te ouvir com uma má vontade inacreditável e fazendo pouco de você. Isso o faz ficar confuso de novo.

Você resolve se declarar pois não sabe mais o que fazer.

Ela diz que tem namorado, mas que não precisa ficar chateado. Que ela vai apresentar uma amiga pra você.

Você fica sem entender nada se perguntando “Se ela não estava afim, porque ela demonstrou interesse?”

E sai acreditando que um dia, se você se mostrar como realmente é, um cara legal e apaixonado, ela mudará de idéia.

Por isso continua tentando pra sempre, na esperança de que esse dia aconteça antes que seja tarde, por isso você dá indiretas e diretas agressivas que só mostram pra ela que você está vidrado e que se ela estalasse os dedos você aceitaria na hora.

Depois de um tempo de sumiço, ela te procura. Você pensa “ooopaaa, é agora”. E depois de uns minutos de piadinhas bobas e entrosamento falso, você descobre que ela brigou com o namorado e pensa “ótima oportunidade pra eu me dar bem” e resolve dar uma de ombro amigo mas, de novo, mesmo depois de ouvir litros e quilos e lamentações, não rola nada entre vocês mas você pensa “consegui, logo ela está na minha”.

Na semana seguinte você descobre que ela voltou com o namorado e de novo, fica confuso.

Ela te manda uma mensagem dizendo “Te admiro viu. Obrigada pela conversa.”

Confuso e irado pensando “Que merda” você fica com as palavras “Te admiro” na sua mente que logo o fazem acreditar que ela está afim de você e que quando o namoro dela acabar vocês ficarão juntos.

E esse ciclo se repetirá até o dia da sua morte.

Você se viu em alguma dessas fases? Bem, se sim, ela está fazendo de vc um baba ovo.

Como evitar? Faça totalmente o contrário do que ela espera. E o que ela espera?

Que você se comporte das maneiras descritas acima.

De nada.

Written by mulhernaopresta

16/08/2010 at 4:24

Toda vez que você dorme com uma pessoa, você dorme com o passado dela também

with 3 comments

Boa campanha publicitária (o que anda muito, mas muito dificil nos ultimos anos) alertando para fazer exames de HIV regularmente.

Faça.

Written by mulhernaopresta

03/08/2010 at 2:23

Publicado em Comportamento, Valorize-se

Não preciso dizer nada, né?

with 10 comments

Written by mulhernaopresta

31/07/2010 at 4:44

Publicado em Comportamento, Valorize-se

Eu sei, mas não devia

with 11 comments

Eu sei que a gente se acostuma.

Mas não devia.

A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor.

E porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora.
E porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas.
E porque não abre as cortinas logo se acostuma a acender cedo a luz.
E à medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora
A tomar o café correndo porque está atrasado.
A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem.
A comer sanduíche porque não dá para almoçar.
A sair do trabalho porque já é noite.
A cochilar no ônibus porque está cansado.
A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita.
E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar.
E a pagar mais do que as coisas valem.
E a saber que cada vez pagará mais.
E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas em que se cobra.
A gente se acostuma à poluição.
Às salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro.
À luz artificial de ligeiro tremor.
Ao choque que os olhos levam na luz natural.
Às bactérias de água potável.
A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer.
Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá.

Se a praia está contaminada, a gente molha só os pés e sua no resto do corpo.
Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço.
Se o trabalho está duro a gente se consola pensando no fim de semana.
E se no fim de semana não há muito o que fazer, a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.

A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele.
Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para poupar o peito.
A gente se acostuma para poupar a vida.
Que aos poucos se gasta, e que gasta de tanto se acostumar, e se perde de si mesma.

Marina Colasanti

Written by mulhernaopresta

21/05/2010 at 3:47

Publicado em Comportamento